quarta-feira, 24 de junho de 2009

Teatro de Rua


"O teatro de rua, uma das manifestações mais antigas de cultura popular, traz na bagagem séculos de histórias e influências que vão dos folguedos do Nordeste às máscaras dos espetáculos medievais."


O conceito de teatro de rua, como o conhecemos hoje, é marcado por uma intenção explícita de criar encenações para serem apresentadas no espaço público. Essa é sua principal característica.

A ligação do teatro de rua com manifestações de caráter político e social é antiga. No século 20, o namoro vem desde as primeiras décadas, quando grupos de artistas revolucionários russos saíram às ruas, após a vitória bolchevique de 1917, para difundir e fazer propaganda de suas idéias sociopolíticas. Os ecos dessas manifestações, que receberam o nome de agit-prop – do russo agitatsiya-propaganda (agitação e propaganda) – foram ouvidos aqui no Brasil primeiramente no Nordeste, por um grupo de artistas e intelectuais do porte de Ariano Suassuna, Hermilo Borba Filho e Paulo Freire, entre outros, que criaram em Pernambuco, o Movimento de Cultura Popular (MCP) em 1961.


Além de toda esta história que acompanha o Teatro de Rua, vamos citar também a parte Cristã da coisa. Artes Cênicas, em todas as suas formas, também podem (e devem) ser utilizadas como meio de Evangelismo e propagação do Evangelho de Cristo. Por ser uma arte, em minha concepção, pouco valorizada na Igreja, as pessoas se esquecem que este é um dos meios mais eficazes para se evangelizar.



"PORTANTO IDE, FAZEI DISCÍPULOS DE TODAS AS NAÇÕES..."
Mateus 28:19

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário